Geral 23/05/2014 09:50

Seminário debate legado da Copa em Natal

Por admin

Secretário da Secopa, Luiz Eduardo Machado, apresentou a análise do relatório (Crédito/Divulgação)

Secretário da Secopa, Luiz Eduardo Machado, apresentou a análise do relatório (Crédito/Divulgação)

Com foco no debate sobre os benefícios que ficarão como legado para Natal com a realização da Copa do Mundo 2014, a Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte, lazer e Copa do Mundo FIFA 2014 (SECOPA), em parceria com o Ministério do Esporte, realizou nesta quarta-feira (21), no hotel Imirá, na Via Costeira, o I Seminário Regional de Legado abordando o tema “Legados dos Grandes Eventos Esportivos – Copa 2014”. O evento contou com o a presença do prefeito Carlos Eduardo e do secretário da Secopa, Eduardo Machado, além de representantes de todas as secretarias do município, da sociedade civil, e do Ministério do Esporte.

Durante a sua fala, o prefeito Carlos Eduardo destacou as obras de mobilidade urbana, além do fomento à economia da capital como legados do maior evento do mundo. “O turismo é a nossa principal atividade econômica. Vamos ter uma visibilidade nunca vista e que provavelmente nunca mais teremos. Para se ter uma ideia, mais de 20 mil turistas americanos são esperados na cidade. Não temos a tradição de receber americanos, por isso será uma grande oportunidade. Outro mercado também será o uruguaio. A previsão é de mais de onze mil durante o período da Copa. Estou falando de pessoas que não tem tradição de fazer turismo aqui em Natal, mas que irão conhecer a cidade. Essas pessoas irão fazer comprar, almoçar nos restaurantes da cidade, realizar passeios, e eu tenho certeza que devem levar uma excelente imagem da nossa capital”, destacou.

O gestor municipal destacou as diversas áreas que podem ser vistas como legados da Copa do Mundo. “Temos os inúmeros benefícios que serão gerados na mobilidade da nossa cidade, temos a cidadania como legado, com o projeto de acessibilidade, temos o meio ambiente, já que vamos plantar quatro mil árvores, o legado estético, que fica com as obras na cidade, enfim, toda população natalense será beneficiada com o evento”, garantiu Carlos Eduardo.

Durante a atividade, o secretário Eduardo Machado recebeu uma análise elaborada pela sociedade civil sobre o impacto dos legados, destacando legados referentes à mobilidade urbana, segurança, telecomunicação, econômicos vinculados ao turismo, educação e saúde. O professor André Pantoja foi o escolhido para realizar a entrega. “É importante destacar que esse foi um trabalho elaborado pela sociedade civil. Ou seja. Temos agora um mapeamento do legado com a visão da população natalense. Esse evento busca aproximar a população desse debate de muita relevância”, destacou o secretário Eduardo Machado.

Um dos palestrantes da tarde foi Adriano Rossetto, do Instituto Esporte Educação, que falou sobre o projeto “Cidades da Copa”, que propõe deixar para as cidades-sede um legado da Copa de 2014, a partir da diversificação e a democratização das atividades esportivas por meio do fortalecimento das políticas públicas e da qualificação dos profissionais que atuam no esporte, garantindo o direito ao esporte a todos.

O Ministério do Esporte também falou durante o evento. “Os objetivos do Brasil com a Copa do Mundo 2014 estão relacionados com os principais desafios da nação, como a mobilidade, por exemplo”, destacou Lélio Fellows, representante do Ministério do Esporte. Neste sentido, várias ações vêm sendo desenvolvidas pelo ME tendo por objetivo consolidar o mapeamento dos legados da Copa do Mundo 2014, reais e potencialmente viáveis, sob a perspectiva de oportunidade para alavancar o país em infraestrutura e inovações em produtos ou serviços para assegurar benefícios duradouros para a sociedade.

Por Assessoria