Automobilismo 06/08/2014 16:16

Johilton Pavlak brilha no Brasileiro de Kart

Por admin

kart

Pavlak ainda pode ficar com a segunda posição (ArtGP Brasil/Divulgação)

Correndo pela segunda vez na categoria Graduados, uma das mais emocionantes e mais duras do automobilismo, o potiguar Johilton Pavlak (ART GP Brasil, Primelan Tecnologia e Prefeitura do Natal) apareceu bem no Campeonato Brasileiro de Kart, que aconteceu na última semana, em Itu, interior de São Paulo. O piloto terminou a prova na terceira colocação.

Após a corrida, a organização da prova impugnou os resultados do primeiro (Olin Galli) e do terceiro colocados (Pavlak) da prova. Apesar do problema, o potiguar está confiante no resultado final. “Já estamos recorrendo e muito confiantes no resultado final. Não foi nenhum problema mecânico ou falha durante a prova, apenas a identificação do número do chassi, que estava o tempo todo no kart. Ou seja, não foi algo que influenciou o meu rendimento. Já estou com todas as provas mostrando isso. Na melhor das hipóteses posso ser o vice-campeão, já que o primeiro lugar será avaliado por outras questões”, comentou.

Durante a prova realizada em Itu, Pavlak teve que se superar. “Durante a pré-final eu tive que largar na 28ª posição e foi na base da superação. Terminei na 9ª colocação, melhor posicionado para a final. Outra vez fui ganhando posições e consegui chegar entre os três primeiros”, comenta o piloto que já venceu a prova duas vezes em outras categorias.

Foi a primera corrida de Pavlak por sua nova equipe, a ART GP Brasil. “Eu fiquei muito feliz com o meu desempenho, pois ter uma grande fábrica apoiando aumenta a nossa responsabilidade. Mas, além da minha satisfação pessoal, fiquei muito contente com a aprovação e felicidade da minha equipe”, destacou Johilton, que ainda atuou como coach do também potiguar Guilherme Barreto (Café Santa Clara). Além do jovem piloto, outros potiguares também participaram do Campeonato Brasileiro.

“O Guilherme é um cara de muito talento e muito futuro. Infelizmente ele e os outros pilotos do estado foram prejudicados pela falta de pista para treinar. Eu também sofro desse problema. Felizmente eu já tenho uma certa experiência e conto com uma grande fábrica apoiando. Dessa maneira, fui novamente o melhor potiguar na pista. Essa é uma situação que precisa ser resolvida, pois não podemos ficar sem um espaço para corridas e treinamentos”, comenta Pavlak, destacando que o kartódromo de Natal foi demolido e os atletas não tem como treinar na cidade. Johilton e Guilherme realizaram a preparação para o Brasileiro em Recife.