Ciclismo 13/08/2014 00:00

Em evolução, ciclista potiguar treina com a Seleção

Por admin

sa

Alice, de 19 anos, está treinando com a Seleção em Maringá (PR) (Arquivo Pessoal)

O bom desempenho da ciclista mossoroense Alice Melo no último campeonato Brasileiro disputado no começo de agosto em Maringá (PR), rendeu a ela um convite para treinar junto com a delegação brasileira na cidade paranaense por um período de 30 dias. Durante o Brasileiro, Melo conquistou quatro medalhas de ouro – sendo duas em categorias individuais (velocidade e Keirin) e duas coletivas (velocidade e perseguição) -, o que chamou a atenção do técnico da seleção na modalidade, Emerson Silva. A meta é os jogos olímpicos do Rio de Janeiro em 2016.

“Após tantos resultados positivos, recebi a oportunidade de integrar a seleção de pista, ciclismo de velódromo. Seleção com grandes projetos que visam a vaga nas olimpíadas de 2016. O projeto está concentrando os atletas masculinos e femininos aqui na cidade de Maringá com intenções de viagens internacionais. Neste ano tive a oportunidade de estrear no campeonato brasileiro nas provas de velocidade, visto que competia provas de fundo, uma das especialidades do velódromo. Obtive quatro medalhas de ouro, velocidade individual, velocidade por equipes, Keirin e Perseguição por Equipes. Contudo espero junto às companheiras de seleção o índice necessário para a classificação e obtenção por vaga olímpica, nosso maior objetivo”, disse a atleta, que treina ao lado de Cris Silva, Ana Polegath, Camila Coelho e Daniela Lionço em contato com o Soumaisrn.

Alice já está há três anos morando e treinando em São Paulo, na cidade de Americana. Ela começou a pedalar aos nove anos, como um hobby. Aos 15, veio a primeira competição. “Fiz minha estreia na Dix-Sept Rosado, uma prova tradicional de Mossoró. Não fui bem, mas tudo apenas estava começando. Minha paixão pelo ciclismo foi crescendo e nos meus 15 anos ganhei minha primeira bike de competição. Continuei me dedicando e participei do campeonato brasileiro de ciclismo em 2011, infelizmente o resultado não foi tão expressivo. No final desse mesmo ano participei das olimpíadas escolares nacional, que foi em Curitiba-PR, foi quando fiz o inesperado bronze em duas provas, em equipe e outra individual”, relembra Alice.

Depois daí, a carreira deu uma guinada. “Através de um grande amigo jornalista consegui conversar com um técnico do Centro de Excelência do Ciclismo, projeto inovador no estado de São Paulo para jovens atletas. Obtive as passagens para viajar e realizar o teste em São Paulo. Passei com bons resultados e acabei entrando na equipe Lidra Americana, onde tive a honra de conhecer o técnico Estevam Mancini, especialista no ciclismo de velódromo, até então desconhecido, que hoje é extremamente importante em minha vida”, contou a jovem mossoroense de apenas 19 anos.

Ao longo desses três anos em Americana/SP, Alice foi campeã de várias provas na categoria de base, provas clássicas como campeonatos brasileiros na estrada e pista. Agora, integrando a seleção, ela passará 30 dias em Maringá treinando com as demais compenheiras visando o índice olímpico para os jogos do Rio em 2016. “Estamos em treinamento por período de um mês, mas posteriormente serão feitas outras convocações, para dá continuidade nesse projeto olímpico. No momento o feminino está em adaptações, até porque a prova de Perseguição por Equipes, a famosa quarteta, é uma prova de grande nível no ciclismo de pista. Uma prova que exige uma dinâmica muito boa do grupo. Estamos bem empolgadas e com desejo de conquista a vaga olímpica”, encerrou.