Paradesporto 14/09/2014 00:00

RN volta a conquistar medalhas no Circuito Caixa

Por admin

salvas

O potiguar João Batista da Sadef/RN liderou a prova de halterofilismo (CPB)

Assim como foi na sexta, primeiro dia de competições na segunda etapa do Circuito Caixa de Atletismo, o RN voltou a brilhar na competição disputada em São Paulo neste sábado. O potiguar João Batista da Sadef/RN liderou a prova de halterofilismo na categoria -80 e -88 kg masculino e levou o ouro. Em uma evolução constante dentro da prova, o potiguar levantou 160, 170 e terminou com 172 kg. Thiago Calmon (CDDU/MG) terminou em segundo com a sua melhor marca de 150 kg. O atleta da ADEFA/AM, Valmir Silvestre de Souza, levantou 150 kg e assegurou o bronze.

Além de João, pelo menos mais três atletas potiguares subiram ao pódio neste sábado. Thalita Simplicio, da Adevirn, ficou com o bronze no salto em distância da categoria T11. Na natação, os destaques foram Joana Maria, ouro nos 50 metros livres da categoria S5 e Márcio Felipe, prata na mesma prova masculina. Ambos são atletas da Cadef/RN.

Na última sexta, os potiguares foram os grandes destaques do primeiro dia de competições. No halterofilismo, os atletas do Rio Grande do Norte amealharam quatro medalhas, sendo dois ouros, uma prata e um bronze. A primeira medalha do RN foi conquistada por Maria do Socorro, da Sadef/RN. Ela ganhou o ouro ao vencer a competição que contou com a união de quatro categorias (até 56kg, 61kg, 67kg e 73kg). Maria ergue 80 kg e ficou à frente de Helaine da Silva, da ADFEGO/GO, e da também potiguar Maria Rizonaide (Sadef/RN), que ficou com o bronze ao levantar 68kg.

A terceira medalha do estado no circuito veio com Marcos Rogério da Cunha, também da Sadef/RN. Ele ficou com o bronze na categoria até 54kg ao levantar 113kg. O ouro ficou com Luciano Dantas e a prata com o paranaense Dorival Jorge. Por fim, a última medalha potiguar no primeiro dia de competições veio com Gustavo Tavares, da Cadef/RN. Ele venceu a categoria até 49kg, ao levantar 112kg na segunda tentativa. Eduardo Soares da Adefa/AM (95kg) e Marcos Gabriel Cruzato (APNH/SP), que fez o recorde brasileiro júnior, ao levantar 63kg, completaram o pódio.