Natação 03/11/2014 06:00

“Potiguar” conquista três medalhas na Copa Pacífico de Natação

Por admin

23

Maximiliano agora foca disputas dos Jogos Escolares e o Brasileiro (Carlos Araújo/Soumaisrn)

O equatoriano naturalizado brasileiro e radicado em Natal Maximiliano Ruperti, de 15 anos, brilhou na Copa Pacífico de Natação que aconteceu em outubro passado no Equador. O atleta, que reside em Natal há 10 anos e disputa competições pelo Sesi Clube/RN, conquistou três medalhas na competição que reuniu nadadores de sete países, sendo Brasil, Chile, Paraguai, Equador, Peru, Bolívia e Uruguai. O tempo de Ruperti, que irá representar o Rio Grande do Norte nos Jogos Escolares da Juventude e no Brasileiro de natação em novembro, nos 50 metros borboleta é o melhor do país entre atletas na sua categoria.

Na Copa Pacífico, Maximiliano conquistou a medalha de ouro nos 50 metros livres (24´53), nos 100 metros livre (55´16) e no revezamento 4 x 100 metros livre. “Foi uma experiência incrível. Enfrentei e superei atletas fortíssimos. Isso me deu mais ânimo ainda para encarar meus próximos desafios. Aprendi muito com essa competição”, comentou a jovem promessa da natação do Rio Grande do Norte e do Brasil. Em seu currículo, Ruperti acumula títulos importantes, como campeão do Norte e do Norte Nordeste nos 50 e 100 metros livres e no 50 metros borboleta. No ano passado, ele foi vice-campeão brasileiro e terceiro colocado nos Jogos Escolares da Juventude. A meta agora é conquistar resultados melhores nestas duas competições, que ele volta a disputar neste mês de novembro.

“Treino de segunda a sábado em dois períodos para sempre busca a melhora nos meus tempos. Tenho o sonho de disputar uma olimpíada e o mundial e este sonho passa por bons resultados no Brasileiro, que irei disputar nos dias 28 e 29 de novembro em Santos/SP e os Jogos Escolares, que já começa no próximo final de semana. Fui bem nestas duas competições ano passado, mas agora quero ser ainda melhor, buscando o título para mim e para o Rio Grande do Norte”, afirmou o confiante nadador, recordista estadual.

Para conseguir seus feitos, além de se esforçar muito nos treinos, Maximiliano se espelha, entre outros atletas da modalidade, no campeão olímpico César Cielo, em Bruno Fratus e Marcos Macêdo, estes dois últimos hoje brilham na seleção e já passaram pelas piscinas do estado. “Além destes, posso citar o Mateus Santana e o Nicolas Santos, dois caras que também busco me inspirar. São verdadeiras feras da natação nacional. Espero um dia chegar no mesmo nível deles e ajudar a elevar sempre e cada vez mais o nome do nosso país nas piscinas do mundo”, encerrou.