Geral 26/12/2014 07:55

2014, um ano de ouro para o esporte amador potiguar

Por admin

usar

Macedo e Veronice, destaques na Natação e no judô

O esporte amador do Rio Grande do Norte, mesmo diante dos sacrifícios enfrentados pela falta de apoio, conseguiu se reinventar e vai fechar o balanço de 2014 como uma das melhores temporadas da história. Neste ano, graças ao grande trabalho que vem sendo realizado nas categorias de base pelas federações de atletismo, natação, judô, e vôlei, vários talentos foram revelados, com atletas promissores, que ao longo dos meses conquistaram índices e resultados a nível nacional e até internacional, obtendo vagas inclusive na seleção brasileira e com chances de disputar as Olimpíadas do Rio 2016.

O estado começou a temporada com os grandes feitos de July Ferreira e Lucas Basílio que ganharam atenção especial no atletismo, obtendo títulos e resultados significativos nos campeonatos brasileiros e sul-americano. “July e Lucas são dois atletas com um grande potencial e que já estão dando grandes alegrias para o atletismo potiguar e brasileiro”, disse a presidente a Federação Norte-rio-grandense de atletismo, Magnólia Figueiredo.

Quem também comemora os excelentes resultados obtidos nesta temporada é o presidente da Federação de Judô do Estado do Rio Grande do Norte, Tibério Maribondo. Somente no cenário intenacional, foram vários os destaques. A jovem Camila Xavier foi medalha no Campeonato Sul-Americano Sub-15 e os paratletas Abner Oliveira, Halyson Boto e Arthur Silva conquistaram o título do Campeonato Mundial por equipes – IBSA. Para fechar o ano com chave de ouro, o estado ainda terá a chance de ter uma atleta na seleção olímpica.

Veronice Chagas conquistou vaga na seletiva dos Jogos de 2016 e vai passar o próximo ano disputando competições internacionais pela seleção brasileira. Se conseguir bons resultados, estará automaticamente classificada para as Olimpíadas. “O ano de 2014 foi excelente para o judô potiguar, de muitas conquistas por vários atletas, entre elas a inédita vaga de Veronice na seleção brasileira e que poderá nos render uma vaga nas Olimpíadas de 2016. A comunidade do judô está de parabéns e que 2015 seja ainda muito melhor, pois provamos que o judô tem uma base muito forte e que está pronta para desafios maiores”, disse Maribondo.

O trabalho realizado nas bases da natação também colheu os seus frutos em 2014. Marcos Macedo foi o grande nome da temporada com a conquista o título mundial em piscina curta, ao lado do maior nome da natação mundial, César Cielo. No meio do ano, Macedo já tinha conquistado o Sul-Americano, sem falar que Bruno Fratus, apesar de carioca, iniciou a carreira nas piscinas potiguares.

Mas o que mais anima a presidente da Federação Aquática Norte-rio-grandense é a safra de novos atletas que teve Maximiliano Rupertti despontando a nível internacional, conquistando três medalhas na Copa Pacifico, o maior torneio da América do Sul, além da pré-convocação de Lucas Alexandre, uma promessa nacional. “Apesar de todas as dificuldades, a federação vem conseguindo fazer um forte trabalho nas bases e revelando atletas de alto nível para o Brasil”, revela Rosileide Brito.

No vôlei de praia, tivemos dois atletas convocados para a seleção brasileira. William Nóbrega e Milena Pâmela foram convocados pelo Comitê Olímpico Brasileiro para a Seleção Brasileira de Vôlei de praia estudantil. Os dois jogadores foram para Saquarema, no Rio de Janieiro, onde participaram de uma série de treinos comandados pela Confederação Brasileira de Vôlei.

BOLSA-ATLETA

Para coroar o ano do esporte amador potiguar, a proposta do Projeto Lei do Bolsa Atleta, de autoria da deputada estadual Márcia Maia, foi aprovado no plenário. Se for sancionado pelo Governo do Estado poderá ser o salto de qualidade que o estado precisa, melhorando a qualidade técnica dos atletas e quem sabe transformar o Rio Grande do Norte num grande celeiro de talentos.

mais lidas