Judô 06/05/2015 23:15

Potiguares representam o Brasil no Mundial de Judô para Cegos

Por admin

Artur, Bôto e Abner são esperança de medalhas para o Brasil

Artur, Bôto e Abner são esperança de medalhas para o Brasil

Os paratletas filiados à Federação de Judô do Estado do Rio Grande do Norte (FJERN), Halyson Bôto, Abner Oliveira e Arthur Silva embarcaram nesta quarta-feira (6) para a Coreia do Sul, junto com a delegação brasileira de judô paralímpico para a disputa dos Jogos Mundiais da IBSA (sigla em inglês para Federação Internacional de Esportes para Cegos).

“Os Jogos Mundiais acontecem a cada quatro anos e contarão com a participação dos principais atletas paralímpicos do mundo, com certeza uma grande parcela dos que estarão disputando as Paralimpíadas do Rio-2016”, explica o presidente da FJERN, Tibério Maribondo. Aliando experiência e juventude o Brasil espera superar o número de medalhas conquistadas na última edição da competição.

No último Mundial, na Turquia, em 2011, a seleção canarinho voltou para casa com o ouro de Daniele Silva, a prata de Lúcia Araújo e os bronzes de Antônio Tenório e Giovana Pilla. Para este ano, Tenório e Lúcia podem repetir a dose e subir no pódio mais uma vez. Além dos judocas renomados e com grandes resultados, a comissão técnica aposta também nos novos talentos que surgiram nos últimos anos. Nomes como o dos potiguares Abner Nascimento, Bôto e Arthur Silva surgem como novas esperanças para o Brasil atingir os resultados esperados.