Karatê 19/06/2015 11:23

Potiguar é campeão da Liga Mundial e Sulamericano de karatê

Por admin

 

Os próximos objetivos do campeão para este ano são as ligas profissionais e os jogos abertos de São Paulo e de Santa Catarina.

Os próximos objetivos do campeão para este ano são as ligas profissionais e os jogos abertos de São Paulo e de Santa Catarina.

A Premier League ( Liga Internacional) é um dos maiores eventos do mundo e, pela primeira vez, foi realizado no Brasil, no dia 31 de maio passado em São Paulo. “Vencer essa competição foi além das minhas melhores e mais otimistas expectativas. Entrei para história com esse título”, desabafou Luiz Victor, segundo brasileiro a conseguir tal façanha. O catarinense Douglas Brose, da categoria menos de 60 kg, também foi campeão, mas o potiguar é o único na categoria menos de 67 kg. “É uma conquista inédita para o meu estado e para o Nordeste.”

No Sulamericano realizado nos dias 05 a 07 deste mês, em Santiago, no Chile, o carateca norte-riograndense alcançou um dos seus objetivos, ser pódio, como também a meta da Confederação Brasileira de Karatê, fazer dobradinha na final. Luiz Victor representou o Brasil junto com o paranaense, Vinícius Figueira. “Está relacionado entre os cinco do meu país já foi uma honra, sou da categoria de peso leve e geralmente escolhem os de peso maiores. E, na grande final, quando enfrentamos a Venezuela, que havia vencido o Brasil na final do Panamericano e não fui chamado pra equipe, tive que assistir a derrota de meus companheiros, agora a história foi outra, estava na equipe e fui relacionado para fazer a quinta e última luta”.

Como já haviam lutado os quatro atletas e o placar constava duas vitórias para o Brasil e Venezuela, a luta do brasileiro era decisiva. Luiz Victor venceu e o Brasil foi campeão por equipe e campeão geral Sulamericano adulto. “Foi, sem dúvida, um dos momentos mais emocionante de minha vida, pude contribui com meu país, meus companheiros de equipe, técnicos, dirigentes, torcida…”

Balanço

Para chegar a esses resultados foi preciso superar algumas dificuldades, entre elas o altíssimo nível dos atletas e uma lesão grave no pé direito. Nas eliminatórias da Liga Mundial, o médico chegou a afirmar que o potiguar não teria condições de competir. “Depois de rezar muito consegui levantar e sair vitorioso, graças a Deus”.

Na Premier League, Luiz Victor participou de seis lutas, entre elas com o americano cotado entre os favoritos, dois brasileiros, um deles top 4 do mundo e arque-rival de Victor que o considera o melhor atleta da América do Sul, com o colombiano campeão no Panamericano e Sulamericano e com o atleta da República Dominicana carrasco de vários brasileiros nas eliminatórias. Já no Sulamericano, o campeão norte-riograndense derrotou rivais da Argentina, Peru e Uruguai chegando a final contra o brasileiro que fez a quarta luta no mundial.

Metas

2015 vem se apresentando como o melhor para Luiz Victor por conseguir o maior título da sua carreira com a conquista da Liga Mundial e entrar para história do Brasil, além de outras três medalhas internacionais no Pan e Sulamericano. Os próximos objetivos do campeão para este ano são as ligas profissionais e os jogos abertos de São Paulo e de Santa Catarina. Eventos onde representa as cidades de piracicaba, em SP, e de Itajaí, em SC. “São minha maior fonte de renda, preciso ir bem para me manter como um profissional no esporte. Também tenho em vista minha estreia no MMA.”

mais lidas