Paradesporto 17/09/2015 06:50

Potiguares são convocados para a Seleção Brasileira de Futebol de Amputados

Por admin

13

Fisioterapeuta Ronnie Perterson (E) foi um dos potiguares chamados (Divulgação)

Dois potiguares foram convocados para integrar a Seleção Brasileira de Futebol para Amputados. O Fisioterapeuta Ronnie Peterson irá integrar a Comissão Técnica e o jogador Joalison Andrade, do Melhorando, foi um dos 19 chamados para participar da 4ª fase de treinamentos da Seleção que irá acontecer em Mogi das Cruzes, no interior de São Paulo, entre os dias 26 e 27 deste mês.

“Cheguei ao projeto MELHORANDO sem nenhuma pretensão, ao longo dos meses fui me adaptando e adquirindo amor pelo esporte. Participei do meu primeiro campeonato, que foi muito importante para o meu crescimento pessoal, nunca imaginei que um projeto de reabilitação para os deficientes oferecesse a oportunidade de poder ser convocado para a seleção brasileira de futebol de amputados. Hoje, me sinto imensamente feliz e realizado. Quero representar meu estado da melhor forma possível, trazendo a vitória para a equipe, por que sem eles nada disso teria acontecido”, disse Joalison.

O anúncio da convocação foi feito ontem pela Associação Brasileira de Desporto para Deficientes Físicos. Os nomes foram selecionados usando como base o campeonato Brasileiro da modalidade, disputado no começo deste mês também em Mogi das Cruzes. A equipe potiguar do Melhorando foi a única do Nordeste a participar da competição e terminou na sexta posição, tendo inclusive seu treinador, Luizinho Lopes, sendo eleito o melhor do campeonato. Ao todo, sete equipes disputaram o torneio, sendo Amda Minas, Adfego Goias, Andef Niteroi, Corinthians Mogi, Instituto Só Vida, Melhorando (RN) e Vila Nova de Goiania.

A boa notícia para o estado, além do fato de Luizinho Lopes ter sido considerado o melhor treinador da competição, foi a confirmação de que o Rio Grande do Norte será sede do evento em 2016.

Melhorando

O projeto Melhorando foi idealizado pelo Fisioterapeuta Ronnie Peterson e pelo educador físico Luizinho Lopes e tem como objetivo reabilitar pessoas portadoras de necessidades especiais (amputados) promovendo inclusão social através do esporte, principalmente o futebol.