Ciclismo 01/05/2016 21:21

Seleção do RN é quarto na Copa Nordeste de Ciclismo

Por admin

2

Competição foi disputada em Aracaju (FNC/Divulgação)

A seleção do Rio Grande do Norte encerrou a Copa Nordeste de Ciclismo realizada neste final de semana em Aracaju na quarta posição. A delegação potiguar conquistou ao todo nove medalhas, sendo três de ouro, duas prata e quatro de bronze, totalizando 34 pontos na pontuação final. O destaque do estado na competição foi Dilma Calixto, dona de três medalhas na competição, sendo duas de bronze e uma de ouro. A Bahia foi a grande campeã, seguido por Sergipe e Paraíba. Ao todo, mais de 300 atletas de nove estados disputaram a Copa Nordeste.

Logo no primeiro dia de prova, na sexta passada, no contrarelógio, Dilma já foi medalhista de Bronze. No sábado, na prova de resistência, a consagração. Medalha de ouro para atleta de Parnamirim na categoria elite. Depois de cinco anos, Dilma voltava a conquistar um título na competição. No sprint final, a atleta usou toda sua garra e motivação, cruzando a linha de chegada em 1h14min38s, pouco mais de meio segundo a frente da maranhense Irislene da Silva, segunda colocada (1h14min39s076).

“É uma das competições que eu mais considero importante do calendário. Não costumo viajar para competir fora, então para mim a Copa Nordeste é um Campeonato Brasileiro. Na minha última conquista estava grávida do meu segundo filho e de lá para cá bati na trave ou fiquei fora do pódio. Neste ano as equipes vieram completas e tive que administrar muito bem no decorrer da prova para garantir o título. A vitória veio no sprint final mesmo. Sabia que iria ter muitas velocistas para superar, mas eu treinei bem e vim para cá com a cabeça muito tranquila e focada”,  declarou Dilma ao site da CBC.

Encerrando sua excelente performance na competição, Dilma conquistou hoje a medalha de bronze na prova de circuito. As outras medalhas do Rio Grande do Norte na Copa Nordeste vieram com Denner Álvares (ouro na Master A1), Benedito Pereira (prata na Master B1) e Bruno Galvão (bronze na Master A2) todos na prova de resistência; Bruno Galvão (ouro na Master A2), Denner Álvares (prata na Master A1), e Francisco Antônio, bronze, estes na prova de contrarelógio. A competição distribuiu pontos importantes no ranking nacional.