Paradesporto 13/01/2021 23:49

Melhor atleta paralímpica da década está de volta à Sadef

Por admin

A boa filha a casa torna! Duas décadas depois do início da carreira, a atleta paralímpica Joana Neves está de volta a Natal e a Sadef, clube onde começou a nadar, em 2000. Os dois últimos anos, a natalense passou no Rio de Janeiro, onde defendeu o Vasco da Gama. “Foram dois anos excelentes no Rio. Não tenho nada a reclamar. Mas acabei recebendo essa proposta e considerei que seria melhor para mim fazer essa parte final da preparação rumo a Tóquio perto de casa”, explicou Joana, que chega aos 33 anos com uma bagagem de impressionar.

Duas paralimpíadas no currículo, com quatro medalhas. E outras nove em Mundiais disputados entre 2013 e 2019. Conquistas que levaram Joana Neves ao prêmio de melhor nadadora paralímpica da década de 2011 a 2020, no Troféu Best Swimming. Ela concorreu com a também potiguar Edênia Garcia, Susana Schnarndorf e Maria Carolina Santiago. “Concorri com grandes nomes. Foi uma surpresa. Não esperava mesmo receber esse troféu. Ficar com mais de 50% dos votos de um júri tão especializado também foi demais”, festejou.

Na Sadef, Joana vai seguir os treinamentos em busca dos índices para os Jogos de Tóquio, nas provas 100m e 200m livre, 200m medley e 50m borboleta. A atleta nasceu com acondrosplasia, uma condição que afeta o crescimento dos ossos. O presidente da Sadef (Sociedade Amigos do Deficiente Físico do RN), Jackson Alexandre, comemora a vinda da atleta. “Com a volta de Joana, ganha a Sadef e o RN, que tem mais um paratleta com chances reais de chegar à Paralimpíada de Tóquio”.

Foto: Ale Cabral/CPB