Política 27/01/2021 04:56

Portal da Transparência sai do ar após divulgação dos gastos com alimentação do governo Bolsonaro

Por admin

O Portal da Transparência do Governo Federal saiu do ar na noite desta terça-feira (26/1) após a divulgação dos gastos com alimentação, mais de R$ 1,8 bilhão no último ano pelos órgãos do Executivo.

O gasto mais comentado nas redes sociais foi o de R$ 15 milhões em leite condensado, valor equivalente a 7.200 latas por dia, ao custo de R$ 162 cada uma. O caso gerou revolta nas redes sociais.

Outro valor criticado foi o pagamento de R$ 2,2 milhões em chicletes, sem falar nos bombons em que o governo gastou R$ 8,8 milhões, valor superior ao pago em arroz, de R$ 7,6 milhões. Em batata frita embalada, R$ 16 milhões; R$ 1,2 milhão em pizza e R$ 6,2 milhões em massa de pastel.

Na apuração dos fornecedores, ainda verificou-se que a empresa que forneceu o leite condensado fica no subsolo de um prédio comercial em Brasília e classificada como Micro Empresa.

Os parlamentares pediram ao TCU investigação. Os senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e deputados federais Tabata Amaral (PDT-SP) e Felipe Rigoni (PSB-ES) argumentam que argumentam que o aumento das despesas fere o princípio da moralidade administrativa. O PSOL pediu à PGR investigação sobre escândalo das compras e o ex-presidenciável Ciro Gomes anunciou que irá à Justiça pedir explicações.