Paradesporto 02/06/2021 06:44

Potiguar Ecildo Lopes vai em busca de uma vaga para sua primeira Paralimpíada

Por admin

Focado, o potiguar reconhece a dificuldade da disputa da Seletiva na Eslovênia, mas se agarra à fé e terá experiência a seu favor

Aos 57 anos, Ecildo Lopes de Oliveira vai buscar uma vaga para sua primeira Paralimpíada. Multicampeão nas Américas, o experiente mesa-tenista quer viver o auge da carreira em Tóquio e demonstra confiança e muita fé. Para isso, porém, terá de conquistar seu lugar por meio da Seletiva da Eslovênia, que será disputada na cidade de Lasko, de quinta (3) a sábado (5).

Quatro mesa-tenistas do Brasil vão à Europa de olho nos Jogos Paralímpicos de Tóquio: Jennyfer Parinos (classe 9), Paulo Henrique Fonseca (classe 7), Cláudio Massad (classe 10) e, claro, Ecildo Lopes, que disputa na classe 4. O momento, segundo ele, é positivo: sua preparação está em dia com muito foco e dedicação.

“Minha preparação é a melhor possível. Tudo no tempo de Deus. Na parte técnica, estou fazendo o meu melhor. Psicologicamente, estou muito bem”, destaca Lopes, ao lembrar que, no torneio masculino da classe 4, serão 16 países em busca de uma vaga nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. Como um motor a mais para impulsionar seu desempenho, o atleta se agarra à fé.

“Entreguei ao Senhor, que seja feita a vontade dele. O nível técnico será elevado nesta competição”, completa. Sua chegada em Lasko, na Eslovênia, está prevista para esta quarta-feira (2), um dia antes do início da competição.

Um dos diferenciais do potiguar, nascido em Natal (RN), poderá ser sua experiência. No currículo, estão oito participações em competições parapan-americanas em mais de 20 anos no esporte de alto rendimento. Nas Américas, Lopes é o atleta paralímpico com o maior número de medalhas internacionais: 58. A partir da próxima quinta-feira, ele terá a chance de carimbar a competição mais importante do esporte paralímpico em seu passaporte.

Foto: Douglas Magno/Exemplus/CPB