Saúde 22/06/2021 06:38

Academia aposta em aulas especiais para garantir interação em tempos de pandemia

Por admin

Respeitando o distanciamento social e as medidas de biossegurança indispensáveis no atual contexto de pandemia, a academia Pulse encontrou uma forma de tirar os alunos da rotina e conectá-los entre si: com aulas especiais e pequenos eventos, tem motivado as pessoas a continuarem se cuidando e viverem o momento presente.
Desde sábado (19) até o dia 23, a Pulse realiza uma programação junina especial, com aulas temáticas de Pilates, Dança e Bodypump, modalidade feita com pesos e movimentos sincronizados com música. Todas as sessões têm limite de participação, e o acesso é realizado apenas por meio de agendamento via aplicativo.
“Temos muito orgulho de ser uma empresa nordestina, natalense, e celebrar nossas raízes sempre nos deixa muito empolgados”, afirma Andressa Guimarães, profissional de Educação Física e coordenadora de Modalidades Coletivas da Pulse. “Sair da rotina nos tira do piloto automático, podendo nos colocar em Estado de Mindfullness e nos conectar totalmente ao momento presente”.
Neste período de pandemia, a Pulse já realizou diversas aulas especiais e temáticas de Dança; o Pulse Zen (aulão de Yoga, Pilates e Alongamento); saudação à Lua com práticas de Yoga; o Pedal nas Alturas, no Restaurante Marechal, e uma Hamburgada. Algumas destas atividades ocorrem em ambientes abertos da academia e todas necessitam de agendamento prévio.
“A condição de estar presente ajuda a diminuir a ansiedade e o stress, colaborando com uma melhor qualidade de vida”, ressalta Andressa. “Além disso, em eventos, temos a chance de nos conectar com pessoas diferentes, em um novo cenário”, acrescenta a profissional.
Para ela, em uma aula especial, por exemplo, é possível encontrar um novo parceiro de treino que pode motivar ainda mais para ir à academia. “Um ambiente estimulante para o sistema sensorial cria novas conexões entre o nosso corpo e a nossa mente, podendo até gerar insights capazes de nos ajudar a solucionar questões pessoais e profissionais”, afirma Andressa.
“Somos uma academia, mas entendemos que a condição de saúde não está relacionada apenas ao hábito de levantar pesos”, observa a coordenadora. “Por isso estamos sempre nos desafiando a criar novas vivências e achar diferentes maneiras de ajudar as pessoas a levantar a autoestima, a autoconfiança, aliviar a ansiedade e criar vínculos afetivos com a prática de atividades físicas”.