Esporte 28/07/2021 06:54

Governadora anuncia projeto de Lei para apoio ao esporte e lazer

Por admin

Ao receber visita de cortesia dos atletas Paralímpicos do Rio Grande do Norte convocados para as Paralimpíadas de Tóquio, nesta terça-feira (27), a governadora Fátima Bezerra ressaltou a importância do esporte e do lazer e anunciou que nos próximos dias estará enviando à Assembleia Legislativa projeto de Lei para criar a Lei de Incentivo, o Fundo Estadual e instituir o Conselho Estadual do Esporte e Lazer. “Queremos dar apoio perene ao esporte e ao lazer no RN, porque são atividades que favorecem o direito à inclusão social e a vida saudável”, afirmou a professora Fátima Bezerra.

Ela desejou boa sorte à delegação e disse que “aqui prestamos acolhimento e incentivo. Estamos enfrentando a pandemia da covid-19, que afeta todos nós. Vocês vão para Tóquio representar o estado e o país, respeitando os protocolos de segurança sanitária, pois a pandemia não acabou. Sintam-se acolhidos na ida e na volta, independente dos resultados. Desejo boa sorte a todos. E faço uma homenagem ao professor Joiram Medeiros, que foi subcoordenador da Educação Especial, e nos deixou vítima da covid.”

A chefe do Executivo, que esteve acompanhada do vice-governador Antenor Roberto, registrou também que a administração estadual incentiva as associações representativas dos atletas com deficiência através do programa Nota Potiguar. O Nota Potiguar é um programa de educação fiscal e cidadania que traz benefícios para a população. A população pede a nota ao fazer compras no comércio e a empresa é obrigada a emitir, o que assegura o recolhimento do imposto. “Ao aderir ao Nota Potiguar o consumidor escolhe uma instituição que será beneficiada diretamente com um percentual da arrecadação. Assim a Associação dos Deficientes Visuais do RN (Advirn) já recebeu R$ 73 mil, e a Sociedade Amigos do Deficiente Físico (Sadef) recebeu mais de R$ 20 mil. É importante divulgar cada vez mais o programa e seus benefícios”, afirmou.

Arthur Silva, paratleta do Judô destacou que o esporte é inspiração e também inclusão, principalmente para os deficientes. “Quem nos vê praticando esporte, e até nos deslocando pelas ruas para treinos, admira nossa força de vontade e acredito que isso serve de inspiração para as pessoas”, destacou.

Foto-Elisa Elsie-Assecom