Tóquio 2020 09/08/2021 05:56

Brasil quebra todos os recordes em Tóquio e faz sua melhor campanha na história dos Jogos Olímpicos

Por admin

Nove pódios das mulheres, com direito a três ouros, ajudam a levar o país ao 12° lugar no quadro geral de medalhas

Recorde de medalhas conquistadas (21); maior número de ouros em uma edição (7), igualando o Rio 2016; e pódios em 13 modalidades, outra marca inédita no evento. É dessa forma que o Comitê Olímpico do Brasil e o Time Brasil encerram a melhor participação de sua história em Jogos Olímpicos, em 12° lugar no quadro de medalhas (7 ouros, 6 pratas e 8 bronzes).
“Entregamos o que tínhamos como meta, que era superar o Rio 2016. Estar em 12° lugar no mundo, numa competição com 206 países, é um índice importante. Tenho convicção que o trabalho foi feito com muito gosto, vontade e determinação. Entregamos o que tínhamos como meta, e estamos satisfeitos com o resultado”, disse o presidente do COB, Paulo Wanderley.
Esta é apenas a segunda vez que um país apresenta melhora de resultados após ter sediado os Jogos na edição anterior. Antes, somente a Grã-Bretanha havia alcançado tal feito: abrigou o evento em Londres 2012 e obteve um desempenho superior no Rio 2016.
Um dos trunfos desta campanha foi o desempenho feminino. Pela primeira vez, as brasileiras conquistaram 3 ouros em uma edição e totalizaram nove pódios (foram ainda 4 pratas e 2 bronzes). Ao todo, as mulheres conquistaram 42,3% das medalhas do país, superando os 41,2% de Pequim 2008 (2 ouros, 1 prata e 4 bronzes).
Em retribuição aos excelentes resultados obtidos, o COB oferece aos medalhistas olímpicos as maiores premiações em dinheiro já distribuídas pela entidade: foram R$250 mil aos campeões em provas individuais, R$500 mil para duplas e R$750 aos esportes coletivas. Em cada categoria, os vice-campeões vão receber 60% deste valor e os medalhistas de bronze, 40%. Além disso, houve um investimento expressivo voltado especificamente aos Jogos Olímpicos, que, apesar de terem sido realizados em 2021, começaram há alguns anos.
COB