Economia 09/09/2021 16:06

Inflação tem maior alta em duas décadas, indicador acumula alta de 9,68% nos últimos 12 meses

Por admin

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou, nesta quinta-feira (9), os dados são Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). A inflação teve alta de 0,87% em agosto, a maior para o mês desde o ano 2000. Com isso, o indicador acumula altas de 5,67% no ano e de 9,68% nos últimos 12 meses.

De acordo com o IBGE, o maior impacto para a inflação de agosto veio do grupo de transportes, que subiu 1,46% no mês, seguido por alimentação e bebidas (1,39%) e habitação (0,68%).

Em transportes, a alta média dos combustíveis foi de 2,96%. O maior impacto individual veio da alta de 2,8% da gasolina. Em alimentação e bebidas, houve aceleração na inflação tanto da alimentação no domicílio (1,63% em agosto) quanto fora dele (0,76%).

O grupo habitação foi afetado principalmente pela alta da energia elétrica (1,1% na média nacional), que, ainda assim, foi mais suave que a do mês anterior (7,88%). No entanto, em setembro houve um novo – e forte – aumento no adicional tarifário (bandeira), que deve elevar as contas de luz em 6,78%, em média, e pressionar o IPCA deste mês.

Já o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) teve alta de 0,88% em agosto. No ano, o indicador acumula elevação de 5,94% e, em 12 meses, de 10,42%, acima dos 9,85% observados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em agosto de 2020, a taxa foi de 0,36%. Os produtos alimentícios subiram 1,29% em agosto.

Foto: Reuters