ABC 03/11/2021 23:33

Eleição no ABC terá chapa de oposição com plano de gestão para profissionalizar clube

Por admin

As eleições do próximo dia 28 de novembro prometem transformar o futuro do ABC Futebol Clube a partir do Triênio 2022-2024. Depois de duas eleições de consenso que resultaram em presidentes eleitos que acabaram por deixar a missão pelo caminho, uma candidatura de oposição à presidência e vice projeta um novo momento para o Mais Querido.

A chapa “A Força da Frasqueira” que disputa a diretoria executiva do clube traz, não apenas “sangue novo” vindo diretamente das arquibancadas do “Frasqueirão”, mas principalmente, uma mentalidade de profissionalização da administração do clube a partir de um plano de gestão elaborado, aberto para contribuições da torcida e já disponível na íntegra para consulta no site oficial da campanha: www.boramudarabc.com.br/planodegestao.

À frente da candidatura à presidência está o empresário e conselheiro do ABC, Idamylton Garcia Cunha, de 29 anos, e o candidato à vice, conselheiro, funcionário público aposentado e com larga formação na gestão técnica do futebol, Judery Fonseca, de 57 anos. A dupla traz um plano de gestão para administração do clube baseado em oito premissas básicas.

O documento disponível no site detalha as ações a serem implementadas e que vão desde a Responsabilidade social e coorporativa, princípios de gestão, responsabilidade fiscal e patrimonial, ética, modernização, transparência, protagonismo e participação do torcedor. Todas as ações a serem desenvolvidas partirão de um diagnóstico detalhado da situação administrativa e financeira do clube, a criação de um comitê estratégico para aprimorar a governança, a implantação de uma cultura de transparência com os sócios, bem como, melhoria da gestão de pessoas, controle interno e compliance na administração do alvinegro.

A partir da nova gestão, Idamylton e Judery projetam deixar para trás os rompantes de amadorismo presentes no clube e que têm sido responsáveis pela dilapidação do patrimônio alvinegro, a construção de dívidas trabalhistas milionárias, perda de receitas conquistadas dentro das quatro linhas, batalhas judiciais desnecessárias, retrocessos nas categorias de base, finanças cada vez menos transparentes e uma gestão distante de seu Conselho Deliberativo e da própria “Frasqueira”.

Para o candidato à presidência, Idamylton Garcia, a ascensão do ABC à Série C do Campeonato Brasileiro é motivo de justa comemoração, ainda que a administração tenha colocado o clube sob ameaça permanente de insolvência financeira, perda de patrimônio e caos administrativo. Para ele, o acesso não pode mascarar os graves problemas estruturais do clube, que convergem para um diagnóstico incontestável: o ABC precisa de mudanças urgentes na organização e na gestão.

“Historicamente, o ABC tem sido refém de um modelo personalista e ultrapassado de gestão, baseado na figura do “abnegado” e que só tem servido para fazer das finanças do clube uma caixa-preta, impedir a profissionalização, a transparência, a estabilidade financeira e patrimonial do Mais Querido. A trajetória recente de agremiações semelhantes ao ABC indica que só houve evolução onde se rompeu com velhas práticas. A evolução comprova que renovação, inovação e transformação são o melhor caminho para colocar o ABC em patamar compatível com sua história, glórias e conquistas. Por isso, trazemos não apenas propostas, mas o caminho para executar cada uma delas”, destaca Idamylton Garcia.

A base de apoio à candidatura da “Força da Frasqueira” à presidência do ABC é formada por um grupo de conselheiros atuantes e experientes em suas áreas de atuação profissional e contempla desde empresários, contadores, administradores, advogados, promotores de justiça a auditores fiscais, dentre outros. Uma candidatura construída a várias mãos, ao longo de meses e que, sob o eco das muitas vozes unidas, pretende mudar o “Mais Querido” para melhor e trazê-lo de volta à rotina de vitórias, conquistas e, especialmente, transformá-lo num clube vitorioso a partir do êxito de sua gestão.

As Eleições 2021 para a composição da Diretoria Executiva e do Conselho Deliberativo do ABC FC, no triênio 2022-2024, acontece no próximo dia 28 de novembro.

Candidato com a “Força da Frasqueira”

Idamylton Garcia Cunha é natalense nascido nas Rocas. Empreendedor bem-sucedido na área de tecnologia e marketing digital, é conselheiro do ABC há praticamente uma década e presidente da Torcida Camisa 12. Como conselheiro eleito já no primeiro pleito em que os sócios puderam se candidatar, o empresário natalense cumpre mandatos atuantes em defesa do ABC, do patrimônio e da torcida.

O empresário foi um dos líderes da vitoriosa luta da Frasqueira que resultou na implementação no clube de eleições diretas, assim como, liderou o grupo que conseguiu impedir a venda de parte do patrimônio do clube em 2019, assim como a cessão do ABC a um investidor envolvido em escândalos sexuais. Além disso, tem lutado e incentivado a participação cada vez maior de torcedores das arquibancadas na vida política do clube.

A paixão por torcer o levou à participação direta que resultou na reativação da tradicional Torcida Camisa 12, da qual foi diretor de patrimônio, vice-presidente e atualmente é presidente. Sob sua gestão, a torcida alcançou a legalização estatutária, inclusive com CNPJ, sendo durante algum tempo, a única do estado com o registro de Pessoa Jurídica. A medida impulsionou na profissionalização da gestão, permitindo inclusive, o reconhecimento pela FUNCARTE como Espaço Cultural da Cidade de Natal. Atualmente, a Torcida Camisa 12 é a única torcida organizada do RN com sede social aberta.

Idamylton é um representante nascido do desejo da torcida alvinegra em ter um presidente vindo da arquibancada. Um candidato com paixão pelo clube, mas com pé no chão e experiência administrativa para profissionalizar a administração do clube.

Acompanhe a Chapa 1 – A Força da Frasqueira