Saúde 20/05/2022 10:35

Dia Internacional da Pesquisa Clínica

Por admin

Dia 20 de maio é a data em que se celebra, internacionalmente, o dia da pesquisa clínica, no entanto, parte da sociedade ainda não sabe qual a importância dos estudos clínicos para a humanidade. Muitos deles estão relacionados ao desenvolvimento de medicamentos cada vez mais eficazes e seguros para diversos tratamentos. Por isso, no Brasil e no mundo, tem crescido o investimento contínuo em pesquisas clínicas, para que a descoberta de novas terapias ocorra de modo mais célere.

A área científica responsável por inovar em tratamentos por meio de medicações e vacinas é chamada de P&D, sigla para Pesquisa & Desenvolvimento. No Brasil geralmente os processos de estudos clínicos possuem fases I, II e III, com manejo de moléculas que poderão se tornar um medicamento no futuro.

Com a pandemia do Coronavírus, a existência de institutos de pesquisas clínicas tornou-se mais visível à população, em razão de diversos estudos estarem ocorrendo ao mesmo tempo, em cidades, estados e países. Em Natal, um exemplo é o Instituto Atena de Pesquisa Clínica, liderado pela médica cardiologista intervencionista, Maria Sanali Paiva, doutora em cardiologia pela FMUSP, especialista em Pesquisa Clínica pela Harvard TH Chan School of Public Health, trabalha há mais de 20 anos executando mais de 100 protocolos de pesquisa, principalmente na área de cardiologia.

A pesquisadora potiguar iniciou seu envolvimento com Medicina baseada em evidência em 1998. Esta prática moderna que delineia as decisões diagnósticas e terapêuticas baseada na evidência científica dos tratamentos envolvem grandes protocolos de pesquisa, os chamados ensaios clínicos, que envolvem milhares de voluntários que possuem ou podem adquirir uma doença. A experiência acumulada ao longo do tempo referenciou para que o Instituto Atena, criado por ela, pudesse atuar com protocolos relacionados à vacinação contra COVID-19 com resultados expressivos de eficácia de imunizantes em estudo com o laboratório Sichuan Clover
Biopharmaceuticals (vacina Clover) e também o estudo Astrazeneca Fases II e III (vacina AZD2816).