Agronegócios 30/05/2022 05:30

Exposição Agropecuária de Caicó deve movimentar R$ 5 milhões

Por admin

A 49ª Expo Seridó faz parte do Circuito de Exposições Agropecuárias que foi retomado após dois anos suspenso por causa da pandemia da Covid-19. A Exposição Agropecuária do Seridó acontece até este domingo, 29, na cidade de Caicó, e é promovida pelo Governo do Estado, por meio da Sape, em parceria com a Prefeitura de Caicó, a Associação Norte Rio-Grandense de Criadores (Anorc) e Associação Norte Rio-Grandense de Criadores de Ovinos e Caprinos (ANCOC).

 

O evento tem vasta programação com exposição de animais, torneio leiteiro, julgamento de raças, apresentações culturais e shows musicais. Estão expostos cerca de 2 mil animais entre bovinos, caprinos e ovinos.

 

A Expo Seridó conta ainda com dois leilões: o Leilão Seridó Terra do Leite, organizado e promovido pelo EM Leilões, e o Leilão da Urna. O evento deve consolidar negócios no montante de R$ 5 milhões.

 

Nesta retomada o circuito já foi realizado nos municípios de Currais Novos, São Paulo do Potengi, Parnamirim (Festa do Cavalo) e Lagoa Nova.

 

“Depois de dois anos, retomamos a programação deste importante evento que gera oportunidades de trabalho, negócios, empregos e renda, estimulando o desenvolvimento e o crescimento econômico”, afirmou a governadora Fátima Bezerra no Parque de Exposições de Caicó.

 

“Aqui, mais uma vez, o Governo atua de forma integrada com ações de vários órgãos, como a Agência de Fomento concedendo financiamento a micro, pequenos e médios produtores, e as ações das secretarias de Agricultura, Pecuária e Pesca, de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar, de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Idiarn, Emater, Emparn e Idema”, pontuou a chefe do Executivo.

 

Fátima Bezerra anunciou a concessão do terceiro reajuste no preço aos fornecedores do Programa do Leite. “Entregamos diariamente 70 mil litros à população mais necessitada. Isso também é mais um incentivo à pecuária leiteira”, declarou.

 

O secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca, Guilherme Saldanha, considerou que o evento não é só da Agropecuária, mas também dos demais setores. “Neste fim de semana, Caicó está com pousadas, hotéis e restaurantes lotados, com visitantes que vêm também para visitar e conhecer a exposição. O RN tem o maior calendário de exposições do Nordeste e isso mostra a prioridade e o valor que a administração estadual dá ao setor”.

 

O prefeito de Caicó, Judas Tadeu, destacou parcerias com o Governo como a cessão do Parque de Exposições para a gestão do município que realiza toda semana a feira do gado.

 

 

PECUÁRIA NO RN

 

– Rebanho: 1.020.000 animais;

– Produção de leite em 2021: 71,4 milhões de litros;

– Mais da metade (52%) da produção de leite é no Seridó;

– Em fevereiro/22, o Governo do RN adquiriu 1.185.364 litros de leite;

 

AÇÕES EM APOIO À PRODUÇÃO

 

– Barragens Subterrâneas na Região do Seridó – de 2019 a 2022. Ao todo, 14 municípios foram atendidos (Acari, Afonso Bezerra, Angicos, Carnaúba dos Dantas, Cruzeta, Currais Novos, Fernando Pedroza, Florânia, Jucurutu, Lajes, Parelhas, Pedra Preta, Santana do Seridó e Região Serra Negra do Norte);

 

– Em Caicó, foram instalados cinco poços, sendo três com bombas submersas e dois com cataventos;

 

– O Programa Banco de Sementes, executado pela Sape em parceria com a Emater, distribuiu este ano 724 toneladas de sementes de milho, feijão e sorgo a agricultores potiguares. O programa atendeu 162 municípios e beneficiou mais de 55 mil agricultores cadastrados no CERES da Emater;

 

– Em 2022, a regional de Caicó distribuiu, em 14 municípios, sementes de feijão, milho e sorgo forrageiro.

 

– Em Caicó, na área da pesca, o Governo do Estado, por meio da Sape, distribuiu, em 2021, 460.000 alevinos;

 

– Investimento do Projeto Governo Cidadão em Caicó: o valor do convênio para construção e equipamentos de seis queijeiras, em Caicó, cooperadas da cooperativa mista dos agricultores familiares do Seridó (COAFS) é de R$2.365.470,89;

 

– A Campanha de Vacinação contra a Aftosa no ano passado imunizou mais de 90% do rebanho. O RN é reconhecido internacionalmente como livre da febre aftosa com vacinação pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), desde maio de 2014, e não apresenta casos da doença há mais de 20 anos. Além disso, desde 2015 o RN se mantém entre os maiores índices de vacinação do Nordeste. A campanha vacinal teve início dia 2 de maio;

 

– O Rio Grande do Norte é um dos poucos estados do Brasil autorizados pelo Ministério da Agricultura a conceder, em seu território, os selos ARTE E SISBI, e entregou, no final do ano passado, o primeiro certificado de concessão do Selo ARTE para a empresa “Sal i Pebre Brasil”, que trabalha no beneficiamento de pescado. O Selo ARTE é uma chancela de qualidade e compromisso que abre portas para os produtos em todo território nacional;

 

– O Selo SISBI integra o Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária (SUASA), que é responsável por padronizar e harmonizar os procedimentos de inspeção de produtos de origem animal para garantir a segurança alimentar, contemplando toda a cadeia produtiva. Já foram entregues 11 selos SISBIs no RN desde março de 2020, quando o Estado passou a emiti-lo.

 

Foto: Raiane Miranda/Assecom-RN.